"Em geral, nove décimos da nossa felicidade baseiam-se exclusivamente na saúde. Com ela, tudo se transforma em fonte de prazer."

Arthur Schopenhauer





Untitled Document

Doenças alérgicas

Asma

Asma é uma doença inflamatória crônica, na maioria das vezes de etiologia alérgica, decorrente de fatores genéticos e ambientais, que acomete vias aéreas respiratórias (brônquios). Caracteriza-se pelos seguintes sintomas: tosse, dispnéia (falta de ar) e/ou sibilos (chiado).  

A asma não alérgica não está associada a atopia, geralmente tem início tardio (em média 30 anos de idade) e acomete mais o sexo feminino. Nesses casos, deve-se investigar outros fatores como refluxo gastro-esofágico, alterações hormonais, neoplasias, uso de medicamentos antihipertensivos, entre outros.  

Os fatores desencadeantes da asma alérgica são: ácaros presentes na poeira doméstica, epitélios de animais, fungos do ar, insetos (barata), pólens e alguns alimentos. Outros fatores, ainda que não alergênicos, podem contribuir para agravar o quadro respiratório, dentre eles: fumaça de cigarro, produtos químicos, poluição ambiental, fatores emocionais, alterações climáticas e infecções.  

A asma alérgica geralmente vem precedida ou acompanhada por outros sintomas alérgicos como rinite alérgica e/ou dermatite atópica.  

O diagnóstico da asma alérgica é realizado através de minuciosa história clinica (interrogando sobre os fatores desencadeantes, horário dos sintomas, gravidade, frequência de uso de broncodilatadores e idas ao Pronto Socorro), exame físico, testes alérgicos, exames de laboratório, Prova de Função Pulmonar e exames de imagem, se necessário.  

Doenças concomitantes podem agravar a asma alérgica, tais como, doenças do refluxo gastro-esofágico, rinite com importante obstrução nasal, obesidade e fatores emocionais.  

O tratamento da asma de etiologia alérgica é individualizado a partir das informações fornecidas pelo paciente. É realizado através do controle do ambiente, uso de medicamentos (anti-histamínicos, corticosteróides e broncodilatadores inalatórios ou sistêmicos e antileucotrienicos) e tratamento imunoterápico.  

A meta do tratamento consiste em diminuir os sintomas e evitar internações, permitindo ao paciente uma melhor qualidade de vida.  

 

Este material possui caráter informativo, não devendo ser utilizado para fins de diagnóstico ou tratamento. Recomendamos sempre consultar um especialista.

AlergiaAlergia AlimentarAlergia ao LátexAlergia a MedicamentosAlergia a Picada de InsetosAsmaDermatite AtópicaDermatite de ContatoOutras DoençasRinite AlérgicaUrticária e Angioedema

Clínica Paulista de Alergia

Horário de Funcionamento: segunda à sexta, das 8h às 18h. Rua Marquês de Itú, 266 Cj 22 - Vila Buarque - Duas quadras do Metrô República -São Paulo/SP - Tel: 55 (11) 3333-0802 / 2381 / 6295 / 3221-9784

Todos os Direitos Reservados - 2008